best https://www.healthtagheuer.com/ may be good experience and exquisite blend of delicate pure beauty. the modern design of best computertagheuer.com is exceptional. wide range of tag heuer monaco replica available online on our shop. franck mueller replica reddit has been competent with the professional official recognition. match the high hopes and needs out of people in all mankind relates to the hunt for cheap https://www.businessfranckmuller.com. well-known replica Franck Muller online store. who makes the best franck mueller replicas asserts upon constantly exploring. worksmen relentlessly purchased making high quality franck muller replica. https://www.showfranckmuller.com/ reddit as well as watch prominent society. here we compare the real brand watches we all know and love with some incredibly convincing franck mueller replicas with in-depth analysis. franck muller replicas is easy to operate and easy to read. high quality computerfranckmuller.com cheap sale. a extensive progression is definitely the properties with the best replica Franck Muller in the world. discount swiss richardmilleaaa.com for sale at online shop. this is certainly loaded with simple and complicated performs reddit replica richard mille frequently empower great the watchmaking arena lifestyle. it is from generation to generation,richard mille replica ebay is one of the top watch. the watchmaking crafts of best richard mille replica ebay is in leading position. sexy is definitely the properties with richardmillebarth.com rolex. swiss replica richard mille delivers the feeling of the bravery. shop for richard mille fake on etsy. Blog do escritório Caputo Assessoria Jurídica
5 erros que você deve evitar ao empreender
07/01/2021
5 erros que você deve evitar ao empreender

A partir da live realizada em Out/2020 sobre o Case "Trashin" - Erros e Acertos - em parceria com Mariana Bonatto - consultora de estratégia na Biznes, selecionamos os principais erros que você deve estar atento ao empreender. 

Continuar lendo
5 dicas para aplicar estratégias de marketing e alavancar a sua Startup
17/11/2020
5 dicas para aplicar estratégias de marketing e alavancar a sua Startup

Muitos empreendedores que já começaram sua Startup ou o processo de empreender têm essa dúvida: qual o momento certo de implementar uma estratégia de marketing?

Sabemos que o início é sempre mais complicado, que dificilmente está “sobrando dinheiro”, porque, afinal, quando se inicia, são muitas apostas em um projeto que tem como objetivo resolver um problema, sanar uma necessidade, mas, como em qualquer projeto, não se sabe se terá êxito.

Por isso é muito importante organizar as estratégias do negócio e, entre elas, as estratégias de marketing.

Continuar lendo
Consequências da morte, divórcio ou dissolução de união estável do sócio: como antecipar os efeitos no contrato social?
09/11/2020
Consequências da morte, divórcio ou dissolução de união estável do sócio: como antecipar os efeitos no contrato social?

Como forma de atenuar os riscos advindos do esvaziamento de recursos decorrentes do falecimento ou fim de relacionamento afetivo de algum dos sócios, poderão os empreendedores, juntamente com sua consultoria especializada, ajustar, no contrato social, o detalhamento da regulamentação do tema. Primeiramente, esclarece-se ser perfeitamente possível estipular que não será admitido o ingresso de herdeiros ou ex-cônjuge/companheiro.

Há múltiplas possibilidades de regulação, sendo instrumental que os sócios busquem assessoria especializada, como forma de assegurar que o contrato social e acordos de sócios sejam elaborados consolidando as suas vontades livres, sempre com o propósito convergente de sucesso da startup. Na elaboração desses instrumentos, é vital a realização de reuniões e diálogos, com a exposição pelos sócios de seus receios e interesses, para que os instrumentos sejam redigidos do modo mais customizado possível, respeitando-se, sempre, as limitações legalmente impostas.

 

Continuar lendo
Desenvolvimento de uma ideia a partir de um problema real
03/11/2020
Desenvolvimento de uma ideia a partir de um problema real

O processo de geração de ideias para criar novos negócios sempre foi uma incógnita. Afinal, é possível estruturar uma nova empresa a partir de ideias que vem à nossa cabeça?

Todos sabem que criar uma startup é algo que nos enche de energia e nos motiva para tirar a ideia do papel, mas existe um exercício fundamental que precisa ser feito antes de dar os primeiros passos na sua construção.

O exercício mais importante, a meu ver, é fazer um trabalho de validação inicial que evita de investirmos tempo e energia em algo que, se analisado um pouco mais a fundo, apresenta “falhas de concepção”. Isso porque é natural que ao ter uma ideia a pessoa acredite que ela é perfeita e tem tudo para dar certo, mas é importante avaliar uma questão principal e fundamental: essa ideia resolve um problema real?

Precisamos sempre avaliar se existe um “problema” por trás do que está sendo proposto. Não adianta ter uma ideia se ela não resolve um problema real, algo que realmente incomode as pessoas.

Continuar lendo
LGPD: Dicas para a sua empresa
20/10/2020
LGPD: Dicas para a sua empresa

A Lei Geral de Proteção de Dados entrou em vigor. Todas as pessoas físicas e jurídicas que utilizam dados pessoais (de pessoas naturais), mesmo que não seja por meio digital, precisam se adequar a nova lei através da implantação de uma cultura de proteção de dados.

Confira abaixo algumas dicas sobre como iniciar a adequação da sua empresa.

Continuar lendo
Startups: o que é redução do capital social?
15/10/2020
Startups: o que é redução do capital social?

O tema da redução do capital social é regulado, expressamente, pelo Código Civil nos arts. 1.082 a 1.084, os quais, em linhas gerais, determinam ser possível a minoração do capital da sociedade limitada em duas hipóteses: a) no caso de perdas irreparáveis, desde que integralizado o capital social registrado; e b) caso se prove excessivo o capital registrado em relação ao objeto social, independentemente de integralização.

O ato de redução do capital, independentemente da causa ensejadora, é interpretado como ato de descapitalização da sociedade, admitindo-se, inclusive, que a diferença a ser reduzida passe “para outras rubricas de sua escrituração, inclusive os lucros a serem distribuídos entre os sócios.” Logo, mostra-se como uma alternativa a ser levada em consideração em termos contábeis.

Continuar lendo
Startups: O que é aumento do capital social?
06/10/2020
Startups: O que é aumento do capital social?

O capital social, na constituição da sociedade empresária, deve ser interpretado como o endereçamento mínimo de recursos para que a atividade societária possa começar. Logicamente, a definição desse valor dependerá da vontade dos sócios e da espécie de atividade a ser realizada, uma vez que, para determinadas atividades, há maior necessidade de investimento em equipamento e estrutura (fazendo com que o capital social inicial seja mais alto) e, para outras, o foco está na criatividade e know-how dos fundadores, exigindo menor aporte inicial de recursos.

Com esse capital inicial, os fundadores começarão a desenvolver a atividade, firmando contratos com clientes e fornecedores e, comprovada a qualidade de ideia e da gestão, o valor aportado reverterá em resultados proveitosos, os quais poderão ou ser distribuídos entre os sócios (distribuição de resultados) ou reinvestidos na sociedade, no processo de capitalização.

Continuar lendo
Administração Conjunta e Coletiva em Startups
30/09/2020
Administração Conjunta e Coletiva em Startups

Toda startup, assim como toda e qualquer sociedade empresária, ao ser formalizada precisa indicar expressamente no contrato social qual pessoa terá a aptidão para expor a vontade da sociedade (ex.: contratar com fornecedores ou clientes).

Entretanto, é comum que o contrato social preveja pluralidade de administradores, como, por exemplo, uma startup composta por 3 sócios, determinando-se que todos eles exercerão a função de administradores. Apesar de se poder imaginar que toda sociedade que contar com 2 ou mais administradores terá uma administração coletiva, convém fazer uma distinção bastante importante: administração coletiva não se confunde com administração conjunta.

Continuar lendo
Em decisão recente, STF decide que a imunidade do ITBI não alcança imóvel cujo valor supere o capital social da empresa
22/09/2020
Em decisão recente, STF decide que a imunidade do ITBI não alcança imóvel cujo valor supere o capital social da empresa

Como abordado na última postagem, a integralização do capital social pode ser realizada de diversas formas: dinheiro, veículos, imóveis, propriedade intangível etc. Na publicação de hoje, contudo, o foco estará concentrado na integralização de bens imóveis e nos reflexos tributários dessa opção tomada pelo sócio.

No caso específico da integralização de capital com bens imóveis, o que acontece, na prática, é a transmissão entre vivos de direito real imobiliário, a qual, em regra, é fato gerador de um tributo municipal, o ITBI (Imposto de Transmissão sobre Bens Imóveis). Ocorre que, por força de previsão constitucional expressa (art. 156, § 2º, inciso I, da Constituição Federal), quando essa transmissão for realizada para fins de integralização de capital, na maioria dos casos, não haverá tributação.

Continuar lendo
STARTUPS: Formas de integralização do capital social
17/09/2020
STARTUPS: Formas de integralização do capital social

Uma das primeiras escolhas que os empreendedores devem tomar na hora de formalizar a sua startup é definir o capital social da sua empresa. Isso decorre do fato de a delimitação do capital social corresponder a uma cláusula obrigatória para toda e qualquer sociedade limitada regularmente constituída, juntamente com a quota que cada sócio será titular, bem como a forma como ele irá integralizar o capital social.

A definição do capital social passa por uma série de fatores, mas, possivelmente, o mais importante deles passa por compreender a razão de ser do capital social; trata-se do valor mínimo para que a startup possa começar a operar. Essa é a finalidade dessa quantia e isso, naturalmente, dependerá da espécie de atividade empresarial a ser desenvolvida, a qual pode depender mais ou menos da capacidade intelectual dos sócios, bem como de equipamentos, o que poderá fazer com que o capital social adequado flutue para cima ou para baixo, a depender do caso.

Continuar lendo
Planejamento tributário para Startups: Por onde eu começo?
17/09/2020
Planejamento tributário para Startups: Por onde eu começo?

Muitas são as dúvidas de começar um novo negócio, ainda mais se for algo que ainda há poucos ou nenhum empreendedor fazendo.  Daí começam as dúvidas, como abrir esse negócio? Quanto vou pagar de imposto?

Para começar, faça sim essas perguntas e procure um profissional de contabilidade que te escute, simplesmente enviar uma proposta de valor sem ter escutado sobre o seu negócio, pode dar grandes dores de cabaça no futuro próximo. Profissionais especializados sempre são o melhor caminho. Vamos ver os pontos de destaque para buscar a melhor tributação.

Confira as dicas da Connect Be, Contabilidade especializada em Startups.

Continuar lendo
Riscos da sociedade irregular (sociedade de fato) e como atenuar esses riscos
11/09/2020
Riscos da sociedade irregular (sociedade de fato) e como atenuar esses riscos

No ecossistema das startups, é muito comum que não se ultrapasse a fase da ideação. Por conta disso, muitas vezes, os empreendedores unem-se, desenvolvem a ideia e um MVP, colocam o seu projeto à prova, mas, por não terem um retorno do mercado, optam por pivotar ou, até, simplesmente abandonar o projeto.

Ocorre que, além desse cenário acima, é possível que a startup passe rápido pelo eartly stage e cresça sem conseguir parar e se estruturar. Isso implica firmar contratos com clientes e com prestadores, mesmo sem ter se formalizado, ou seja, sem ter constituído uma empresa. 

A sociedade sem registro na Junta Comercial é denominada, pelo Código Civil, como sociedade em comum. O grande risco da sociedade em comum é que, por força expressa de lei, a responsabilidade dos sócios será solidária e ilimitada, ainda que haja a execução prioritária do chamado “patrimônio especial”. 

Continuar lendo
Quotas Preferenciais para Sociedade Limitada
02/09/2020
Quotas Preferenciais para Sociedade Limitada

A partir da edição da Instrução Normativa nº 38/2017 do DREI (Departamento de Registro Empresarial e Integração) e, mais recentemente, através da complementação advinda da Instrução Normativa nº 81/2020, do mesmo órgão, tornou-se possível à sociedade limitada não apenas adotar quotas preferenciais em conjunto com quotas ordinárias, como também criar quotas preferenciais sem direito a voto.

As quotas preferenciais, por sua vez, são quotas com direitos e restrições diferenciadas; trata-se da criação de uma segunda classe de quotas na sociedade limitada. Significa dizer que, agora, é possível haver sócios com quotas ordinárias e sócios com quotas preferenciais.

Através das quotas preferenciais, poderá o investidor entrar na sociedade, inclusive com o direito de percepção prioritária do retorno do seu investimento; em contrapartida, suas quotas preferenciais não terão direito a voto, de modo a preservar o controle da sociedade nas mãos dos fundadores, emocional, técnica e profissionalmente vinculados ao modelo de negócios desenvolvido.

Continuar lendo
Afinal, quando a LGPD entrará em vigor?
27/08/2020
Afinal, quando a LGPD entrará em vigor?

Ontem (26/08), o país entrou em grande agitação após o Senado aprovar a medida provisória 959/2020 sem a inclusão do artigo 4º, o qual, se fosse aprovado, mudaria o início de vigência da LGPD (Art. 4º. O art. 65 da Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, passa a vigorar com as seguintes alterações: Art. 65. Esta Lei entra em vigor: II - em 31 de dezembro de 2020, quanto aos demais artigos).

Ocorre que antes da votação, o senador Eduardo Braga apresentou uma questão de ordem, recorrendo ao regimento interno da casa, afirmando que a prorrogação da LGPD já tinha sido tema de votação tanto pelo Senado quanto pela Câmara, o que tornou prejudicada a análise do referido artigo.

E agora? Quando a LGPD entrará em vigor?

Continuar lendo
O que é cláusula de Lock Up e como pode ser utilizada no Contrato Social para Startups
27/08/2020
O que é cláusula de Lock Up e como pode ser utilizada no Contrato Social para Startups

As startups têm como um de seus principais diferenciais o know-how de seus fundadores na fase de ideia e sua posterior transformação em algo concreto e executável. É justamente nessa fase inicial que a garantia de que os founders, imprescindíveis à validação do modelo de negócios, permaneçam na Startup ganha especial relevância.

Uma das formas de assegurar a permanência dessas pessoas na sociedade é mediante a imposição de uma cláusula de lock-up. Podemos compreendê-la, de modo sintético, como o ferramental jurídico criado para o fim de obstar que um dos sócios se retire da sociedade ou venda a sua participação dentro de determinado lapso temporal predeterminado. Traduzindo-se, pode-se entendê-la como uma cláusula de bloqueio, visto que bloqueia a transferência da participação societária por certo prazo.

Continuar lendo
O que contrato de cessão de cotas de sociedade limitada?
19/08/2020
O que contrato de cessão de cotas de sociedade limitada?

Como explicado na publicação relativa ao direito de retirada de sócio, é possível que determinada desavença entre os founders torne insustentável a continuidade da startup com a composição societária original. Isto é, por conta desses litígios internos, dois ou mais sócios passam a não mais poder conviver, cenário que, enquanto não encontrada uma solução, poderá impactar negativamente na condução da empresa, podendo levá-la, em casos drásticos, ao encerramento das atividades.

 

É evidente, portanto, que isso pode implicar em um esvaziamento de recursos altamente prejudicial à startup, especialmente em fases embrionárias do desenvolvimento da empresa, em que cada centavo conta. Justamente por conta disso, se todos os sócios estiverem de acordo, é possível que, em vez do exercício do direito de retirada, seja ajustada a cessão onerosa das cotas do sócio que sairá da startup.

Continuar lendo
A exclusão extrajudicial de sócio
10/08/2020
A exclusão extrajudicial de sócio

De modo bastante sintético, a exclusão extrajudicial de sócio nada mais é do que a saída forçada do sócio, em decorrência de deliberação realizada pelos demais e motivada por prática de significativa gravidade, operando-se referida exclusão mediante simples alteração do contrato social perante a Junta Comercial.

que acontece quando o contrato social é “padronizado” e não prevê uma cláusula desse tipo? Quando inexistir cláusula contratual admitindo exclusão extrajudicial de sócio, este só poderá ser excluído judicialmente.

Neste ponto, cabe destacar a grande relevância dessa cláusula, uma vez que as ações judiciais tendem à morosidade e o tempo é ativo imprescindível a toda e qualquer atividade empresária, especialmente nos casos em que um dos sócios está agindo em notório prejuízo da sociedade.

No caso das startups, esta preocupação é ainda maior, visto que o prazo para tomada de decisões é sempre mais curto, exigindo soluções rápidas e que permitam ajustes pontuais na estratégia da sociedade. Sendo assim, um contrato bem redigido neste ponto permitirá a saída forçada do sócio que estiver agindo de modo grave e em prejuízo da empresa.

Continuar lendo
O que é direito de retirada de Sócio?
07/08/2020
O que é direito de retirada de Sócio?

O direito de retirada possui base legal no art. 1.029 do Código Civil, que prevê a possibilidade de saída voluntária de qualquer sócio da sociedade, sem prejuízo de outras hipóteses contidas em lei ou em contrato.

Todavia, referido dispositivo divide o tratamento da questão com base no prazo de vigência da sociedade; isto é, entre sociedade por prazo determinado e por prazo indeterminado.

Se a sociedade tiver sido constituída por prazo indeterminado, não se exige qualquer comprovação de justa causa. Neste cenário, bastará o sócio dissidente notificar os demais sócios, com antecedência mínima de 60 dias.

Confira a explicação do advogado Rafael Duarte.

 

Continuar lendo
A importância do Acordo de Cotistas para Startups
28/07/2020
A importância do Acordo de Cotistas para Startups

Se você chegou aqui, provavelmente sua Startup já está formalizada. Se você leu as dicas de nosso artigo anterior sobre contrato social, fugiu do modelo da Junta Comercial e os sócios já estão relativamente protegidos.

O acordo de cotistas nada mais é do que um contrato entre os sócios para determinar as relações internas da sociedade. Logo, ele não é levado a registro na Junta Comercial.

Caso você ainda não tenha formalizado a sua STARTUP, convidamos a ler o artigo sobre Cuidados Jurídicos nas primeiras fases de desenvolvimento das Startups.

Nesse artigo é explicado sobre a utilização do memorando de entendimentos para estabelecer as regras no momento anterior à formalização da empresa. Esse contrato poderá ser utilizado como base para o acordo de cotistas.

Continuar lendo
Cuidados jurídicos antes da formalização da Startup e memorando de entendimento
28/07/2020
Cuidados jurídicos antes da formalização da Startup e memorando de entendimento

No início do projeto de uma Startup, quando tudo ainda é um emaranhado de ideias, é comum os fundadores ficarem em dúvida sobre quais cuidados jurídico são importantes para evitar conflitos no futuro.

É importante salientar que desde o início é fundamental que a Startup desenvolva uma estrutura jurídica mínima para superar as primeiras fases e, com isso, os fundadores e futuros sócios poderem se dedicar ao crescimento do negócio com mais segurança.

É comum que na fase de IDEAÇÃO e VALIDAÇÃO a Startup ainda não esteja formalizada, ou seja, não tenha sido constituída formalmente como empresa.

Como reduzir os conflitos entre os fundadores nessa fase? Confira em nosso blog.

Continuar lendo
Contrato Social para Startups: Fuja do modelo padrão da Junta Comercial
28/07/2020
Contrato Social para Startups: Fuja do modelo padrão da Junta Comercial

O contrato social para as empresas é o mesmo que a certidão de nascimento para uma pessoa física e serve para formalizar a abertura e registro de uma empresa. O registro de uma sociedade empresarial exige que os sócios elaborem o contrato social e realizem a sua inscrição no Registro Civil das Pessoas Jurídicas (Junta Comercial) do local de sua sede. Se a sociedade for simples, esse registro é realizado por um Cartório de Registro das Pessoas Naturais.Na hora de formalizar a empresa, é muito comum que a sociedade utilize o modelo de contrato social disponibilizado pela Junta Comercial. 

Ocorre que, ao analisar a realidade das Startups, verifica-se que há muitas outras informações necessárias para trazer segurança na relação entre os sócios, como, por exemplo, ingresso ou saída de sócios, e também com terceiros, tais como, prever condições para receber investimento. Há ainda a possibilidade de separar uma parte das cotas para contratos de Stock Options para colaboradores chave, entre outros.

Quais cláusulas adicionais podem ser incluídas no contrato social? Confira.

 

Continuar lendo
Contabilidade para Startups: 3 passos essenciais para abrir sua empresa
06/07/2020
Contabilidade para Startups: 3 passos essenciais para abrir sua empresa

Confira em nosso blog 3 passos essenciais para abrir sua empresa. Artigo escrito pela @karinamissel.contadora, sócio da empresa @connectbedigital 💡👏👏👏🚀🚀🚀

Antes de tudo entenda que a formalização da sua empresa é somente uma parte burocrática que seu negócio vai passar, antes de chegar nesta etapa, valide seu negócio, pois para validar nem sempre é necessário ter um CNPJ. Partindo do ponto que já tem seu negócio validado, vamos dar os primeiros passos necessários para a abertura, vamos lá?

#contabilidadeparastartups #connectbe #contabilidadedigital #contabilidadeonline #empreendedorismo #inovação #startups

Continuar lendo
LIVE: Contabilidade para Startups
19/06/2020
LIVE: Contabilidade para Startups

No dia 18 de junho de 2020 o escritório promoveu Live com a contadora Karina Missel, especialista em Contabilidade para Startups.

  

O bate-papo ocorreu pelo instagram: @caputoadvogados

Se você perdeu a Live, não se preocupe, está está disponível em nosso Canal do Youtube. Clique no link e confira

Continuar lendo
LIVE: LGPD para Startups: Desafios e oportunidades
10/06/2020
LIVE: LGPD para Startups: Desafios e oportunidades

No dia 8 de junho de 2020 o escritório promoveu Live o advogado Luiz Gomes, especialista em Direito Digital sobre: LGPD para Startups: Desafios e Oportunidades

 

O bate-papo ocorreu pelo instagram: @caputoadvogados

Se você perdeu a Live, não se preocupe. Ela está disponível em nosso Canal do Youtube

 

Continuar lendo
Vesting ou Stock Options
14/05/2020
Vesting ou Stock Options

Vesting ou Stock Options? ⚖️🚀🚀🚀

 

Cada vez mais comum no ecossistema de inovação, a utilização de Contratos de opção de compra de participação societária popularizou-se através do Contrato de Vesting ou do Stock Options.

Apesar de muitas vezes serem utilizados como sinônimos de Contrato de Opção de compra de participação societária, possuem algumas peculiaridades.

 

Confira o artigo do Sócio Alexandre Caputo para o Blog Cluster News @clustervinteum

#startups #vesting #stockoptions #empreendedorismo #inovação #assessoriajuridicaempresarial #direitoparastartups #caputoadvogados

Continuar lendo
LIVE: Direito para Startups: Tendencias e oportunidades
04/05/2020
LIVE: Direito para Startups: Tendencias e oportunidades

No dia 05/05/2020, o Sócio Alexandre Caputo participou de evento promovido pela Rede Social LinkLei em parceria com a AGS (Associação Gaúcha de Startups)

O tema em debate foi Direito para Startups: Tendências e Oportunidades na área. 

Além disso, falou-se um pouco mais sobre o ecossistema de inovação gaúcho e a atuação da AGS.

 

 

Continuar lendo
Coronavírus (Covid19): Como as recentes medidas tributárias podem ser encaradas na prática?
20/04/2020
Coronavírus (Covid19): Como as recentes medidas tributárias podem ser encaradas na prática?

Desde o dia 16 de março estamos observando uma série de propostas legislativas com o intuito de amenizar os impactos do isolamento social no dia a dia e, principalmente, no caixa das empresas. Além das medidas legais, também a iniciativa privada tem se mostrado atenta à realidade: bancos estão flexibilizando dívidas, concedendo empréstimos especiais, as negociações e revisões de contratos já em andamento também estão parecendo uma alternativa nesse cenário.

Neste artigo serão analisadas as principais medidas tributárias adotadas pelo Governo Federal para amenizar os efeitos do Coronavírus (Covid-19)

 

Continuar lendo
INOVA SIMPLES: Resolução 55/2020 regulamenta a empresa simples de inovação
04/04/2020
INOVA SIMPLES: Resolução 55/2020 regulamenta a empresa simples de inovação

A Lei Complementar nº 167, de abril de 2019, trouxe grandes expectativas ao ecossistema de Startups ao incluir o artigo 65-A na Lei Complementar nº 123 (Estatuto da microempresa e empresa de pequeno porte), criando o regime especial simplificado, Inova Simple, para facilitar a abertura e fechamento de empresas.

Finalmente, em março de 2020, o Comitê para Gestão da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (CGSIM) publicou a Resolução nº 55, de 23 de março de 2020, a qual dispõe sobre o procedimento especial simplificado para a Empresa Simples de Inovação (Inova Simples). Dessa forma, essa Resolução visa a definir o rito sumário para abertura, alteração e fechamento de empresas sob o regime do Inova Simples, que se dará de forma simplificada e automática, no Portal Nacional da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

Continuar lendo
Licitações e Seleções Públicas para Startups
01/03/2020
Licitações e Seleções Públicas para Startups

As startups são caracterizadas por serem empresas com ideias promissoras, alto potencial de crescimento em um ambiente de grandes incertezas.  

Uma excelente opção para as startups se capitalizarem é, justamente, a busca de recursos públicos, mediante a participação em processos seletivos criados pelo Governo. Há vários editais sendo lançados nos últimos anos para que empresas inovadoras participem e possam, assim, não depender apenas de bootstrapping ou empréstimos, cuja cobrança de juros pode até inviabilizar a continuidade da empresa.

Neste artigo será abordado como funcionam as seleções públicas e a importância de contar com assessoria jurídica para ter sucesso na seleção.

Continuar lendo
Cuidados jurídicos nas primeiras fases de desenvolvimento das Startups
03/02/2020
Cuidados jurídicos nas primeiras fases de desenvolvimento das Startups

O Brasil entrou na rota da inovação e consolida-se cada vez mais como um país com grande potencial de desenvolvimento de empresas inovadoras. A cada dia surgem mais empresas voltadas para a inovação e tecnologia. Em quatro anos, de 2015 até 2019, o número de Startups passou de 4.151 para 12.727 segundo censo realizado pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Desse total, nove são "unicórnios" (empresas avaliadas em mais de US$ 1 bilhão). 

Ao iniciar o negócio, é fundamental que os fundadores saibam quais são os principais cuidados jurídicos nas primeiras fases de desenvolvimento.

Continuar lendo
TJSP: A relação de confiança entre Investidor Anjo e a Startup
10/07/2019
TJSP: A relação de confiança entre Investidor Anjo e a Startup

Em decisão recente, o Tribunal de São Paulo determinou que o fundador de uma Startup deveria prestar contas a um Investidor Anjo e informar como os recursos estavam sendo utilizados (Apelação Cível nº 1043850-91.2017.8.26.0002).

Continuar lendo
Startups: Inovação e Empreendedorismo
05/07/2019
Startups: Inovação e Empreendedorismo

Ao longo da história, a evolução tecnológica e as revoluções sociais e econômicas sempre fizeram parte do dia a dia da humanidade. Nesse sentido, as novas descobertas tecnológicas de cada século reconfiguraram o mundo em seu período, criando e extinguindo civilizações e alterando completamente as relações humanas. 

Continuar lendo
Startups – O que é Smart Money?
09/04/2019
Startups – O que é Smart Money?

Smart Money é uma expressão muito utilizada no ecossistema das Startups para descrever aquele investidor que além de investir dinheiro, também investe seu tempo de forma pro ativa.

Continuar lendo
Startups – Investidor Anjo e tipos de contrato de investimento
04/04/2019
Startups – Investidor Anjo e tipos de contrato de investimento

Em artigos anteriores, explicamos o que é Startup, Investidor Anjo e a importância da Assessoria jurídica para proteger o futuro da Startup.

Hoje, vamos falar sobre os principais tipos de contrato entre a Startup e o Investidor Anjo.

Continuar lendo
Assessoria Jurídica para Startups [Vídeo]
08/11/2018
Assessoria Jurídica para Startups [Vídeo]

Confira o vídeo do advogado Alexandre Caputo explicando sobre Startups

Continuar lendo
Palestra sobre Investidor Anjo - Por Alexandre Caputo
17/10/2018
Palestra sobre Investidor Anjo - Por Alexandre Caputo

Confira na íntegra a palestra que sócio Alexandre Caputo fez em parceria com o Sebrae - RS.

Continuar lendo
O que é e para que serve o Memorando de Entendimentos?
31/08/2018
O que é e para que serve o Memorando de Entendimentos?

O Memorando de Entendimentos é muito utilizado por futuros sócios para determinar os objetivos e obrigações que terão quando construírem uma empresa. Mas você sabe como funciona e qual a importância de fazê-lo? Esclareça suas dúvidas com o artigo do advogado Alexandre Caputo.

Continuar lendo
Por que minha Startup precisa de Assessoria Jurídica?
09/08/2018
Por que minha Startup precisa de Assessoria Jurídica?

As Startups são empresas em fase inicial que atuam nos mais diversos ramos. Mas você sabe porque as Startups precisam ter assessoria jurídica desde a sua formação? Leia o artigo do advogado Alexandre Caputo para mais informações.

 

Continuar lendo
Captação de recursos para STARTUPS – O que é Equity Crowdfunding?
11/07/2018
Captação de recursos para STARTUPS – O que é Equity Crowdfunding?

Equity Crowdfunding é uma modalidade de captação de recursos de forma coletiva, que oferece oportunidades inéditas de investimento online em Startups e empresas em expansão. Você sabe como funciona?

 

Continuar lendo
Startups - O que é Investidor Anjo?
07/06/2018
Startups - O que é Investidor Anjo?

Saiba o que é a figura do Investidor Anjo e a importância para as Startups.

Artigo do advogado Alexandre Caputo.

Atualizado em abril de 2019.

Continuar lendo